Muda de Amora Gigante

03/01/2020

A Muda de Amora Gigante é originária da Ásia e trazida para o Brasil pelos imigrantes Japonese, a amora preta ou amora miúra, como é mais conhecida, são amplamente cultivadas na China e Japão pois suas folhas são utilizadas como alimento para o bicho-da-seda e para finalidades medicinais.

O tamanho da árvore pode variar de 5 a 20 metros de altura, de acordo com o lacol do plantio, pois em vasos a plante tende e ter tamanho menor, diferente do cultivo no solo de jardins, quintais e pomares, onde seu desenvolvimento é potencializado.

A Amora Gigante é muito confundida com a amora americana, apesar de não serem nem da mesma espécie.

A Amora Gigante é uma árvore, que não possui espinhos em seu caule, com frutos compridos e suculentos, ao contrário da amora americana ( blackberr), que é uma árvore do tipo arbusto, que possui muitos espinhos e frutos arredondados, mas de sabor muito similar.

Os frutos da amoreira são muito utilizados na produção de sucos, geleias, polpas e sobremesas ou consumo in natura, e suas folhas na produção de chás, devido as suas propriedades medicinais e nutritivas.

Especificação Técnica da Amora Gigante:

Muda com no mínimo 40 cm, do torrão até a ponta da planta

Feita por estaca, produz em 1 ano.

Nome Científico: Morus Nigra

Nomes Populares: Amora, amoreira, amora preta, amora miúra, amora gigante e mulberry.