Moqueca Ô Prato Delicioso

10/10/2019

A receita da Moqueca não muda, mas sim os ingredientes, que variam de acordo com a região do País.

A moqueca é um prato tradicional na gastronomia de diversos estados brasileiros. Tanto que disputou o posto de símbolo culinário nacional em 2013, por meio de uma enquete promovida pelo Ministério do turismo. Desbancando até a feijoada, foi eleita a receita típica que não poderia faltar à mesa de um turista que visita o Brasil.

Simples, a moqueca nada mais é do que um cozido, uma caldeirada geralmente à base de peixes ou frutos do mar, que pode ser preparada com peixe, mariscos, crustáceos, galinha ou ovos.

Ela foi se transformando aos poucos, assumindo o jeito de cozinhar de cada lugar e, recentemente a criatividade também fez surgir variações vegetarianas que substituem o peixe por ingredientes como polpa de caju verde, banana da terra, jaca, palmito, cogumelos, tofu, berinjela, couve-flor etc.

A iguaria é um sucesso pela costa litorânea do país devido à base do prato- frutos do mar, e é especialmente forte no Espírito Santo, na Bahia e no Pará, apresentando variações regionais significativas nos ingredientes e no sabor.

Enquanto a Capixaba leva um traço dos guisados portugueses, azeite de oliva e urucum (ou colorau, um corante natural.) e não contém pimentão, leite de coco e dendê, esses ingredientes estão presentes obrigatoriamente na versão baiana ( de Influência africana) e que usa pescados dourado, cação, badejo e robalo, já na moqueca paraense o astro é o filhote, um peixe amazônico que recebe a companhia de tucupi, jambu e camarão.

Em cada região imperam os peixes típicos do local e de acordo com a época do ano. No litoral do Paraná é a moqueca de camarão a menina dos olhos.

A Origem e Preparo da Moqueca  

Para alguns estudiosos, à origem da moqueca brasileira viria da peixada trazida pelos portugueses, na qual os africanos teriam acrescentado ingredientes de sua tradição.

Porém, os indígenas tinham o peixe e a farinha de mandioca como alimentos importantes. Tal associação se manteve na combinação do pirão com a moqueca, moqueca ou poqueca ( do quim-bundo mukeka, caldeirada de peixe, ou do tupi pokeka, fazer embrulho).

Segundo Luís da Câmara Cascudo, autor do livro História da Alimentação no Brasil ( Global), chamava-se pokeka o peixe que os índios assavam envolto em folhas.

Era costume assar a carne, ou cozê-la em seu próprio suco, e essa maneira branda se manteve no preparo.

E para finalizarmos vamos ensinar a fazer uma Moqueca Capixaba

Ingredientes da Moqueca Capixaba

1,5 kg de peixe (badejo, robalo, dourado, namorado ou cação)

4 tomates 

3 maços de coentro ou salsinha

3 maços de cebolinha-verde

3 dentes de alho

1 cebola média

suco de dois limões

Pimenta malagueta

Azeite de Oliva

Urucum

Sal a gosto

Óleo de soja para refogar

Modo de Preparo da Moqueca Capixaba

Corte o peixe em postas, lave-o com o suco dos limões e deixe descansando em um prato.

Amasse os dentes de alho com três rodelas de cebola, um maço de coentro picado, um maço de cebolinha verde e sal.

Na panela de pressão coloque um pouco de óleo de soja (duas colheres) e azeite de oliva ( uma colher), adicione os itens amassados e inclua as postas, mexendo-as de um lado para o outro nos temperos da panela.

Arrume-as de modo que não fiquem umas por cima das outras.

Corte o resto do coentro, da cebolinha verde, do tomate e da cebola e coloque nesta ordem por cima das postas de peixe.

Adicione um pouco de azeite e suco de limão.

Deixe os ingredientes na panela desligada, de 20 a 40 minutos.

Derreta um pouco de óleo três colheres de urucum e reserve.

Ligue a sua panela de pressão e despeje um pouco deste caldo por cima da moqueca.

Deixe cozinhar até abrir fervura com a panela destampada.

O prato fica pronto em cerca de 20 minutos.